Goiânia, 21/02/2024
Voz de Goiás
·
Contato: vozgoias@gmail.com
Matérias


Prefeitura de Goiânia atinge recorde de cargos comissionados em dezembro de 2023

10/02/24

O mês de dezembro de 2023 marcou um recorde na quantidade de comissionados na Prefeitura de Goiânia, atingindo o número de 2,3 mil cargos, conforme dados da Secretaria Municipal de Administração (Semad). Esse aumento representou um acréscimo notável de 1.068 cargos em comparação ao mês anterior, quando o Executivo municipal contava com 1,2 mil comissionados.

Os vencimentos totais desses cargos de confiança alcançaram a marca de R$ 14,7 milhões e registram um novo patamar durante os três primeiros anos da gestão do prefeito Rogério Cruz (Republicanos). A gestão municipal, ao longo desse período, manteve uma oscilação na quantidade de comissionados, variando entre 1,1 mil e 1,4 mil pessoas. O maior número de funcionários com esse tipo de vínculo tinha sido registrado em dezembro de 2022, com 2 mil comissionados.

O titular da Semad, Valdery Júnior, que adora fazer sem noção nas redes sociais, justificou ao jornal O Popular que as nomeações como uma resposta às demandas da gestão e enfatizou que as contratações são feitas de acordo com as necessidades do município para atender a população e os órgãos demandantes.

Além do aumento nos cargos comissionados, o ano de 2023 também apresentou um crescimento nas contratações de funcionários temporários. Em dezembro, o número saltou para 8 mil, com um custo de R$ 12,4 milhões, enquanto o ano começou com 3,3 mil temporários e atingiu 3,9 mil em novembro. Esses profissionais são selecionados por meio de processos seletivos.

Questionado sobre a possibilidade de cobrir o déficit por meio de concursos públicos, Valdery argumentou que a Prefeitura precisa equilibrar as despesas com pessoal dentro dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Ele ressaltou que, embora a gestão tenha realizado concursos em 2020, a necessidade de seguir as metas fiscais impõe a continuidade de outras formas de contratação, como temporários.

A folha de pagamento da Prefeitura em dezembro contou com 53 mil servidores, totalizando um custo de R$ 360 milhões. O secretário destacou que, mesmo diante do desafio do déficit, a gestão busca manter a Prefeitura dentro dos limites da LRF, cumprindo as metas fiscais estabelecidas.


·

2024. Voz de Goiás. Direitos reservados.